Terror Em Waverly Hills Sanitarium -4º parte

  • Iniciar tópico richard...2
  • Data de início
Status
Não esta aberto para novas mensagens.

richard...2

Convidado
link 5º parte.

http://forum.the-west.com.br/newthread.php?do=newthread&f=16


CONTINUAÇÃO


Billie Mason – Quinto andar




8:17 pm “Depois de alguns minutos de meditação consegui conversar com vários espíritos. Muitos estão confusos e não sabe que estão mortos, outros sabem, mas dizem que estão presos. Quando eu pergunto por que estão presos eles desaparecem ou são levados por uma sombra. Estou desconfiado que algum espírito muito ruim ou até mesmo um demônio os esteja aprisionando aqui. Vou continuar caminhando por ai e vou entrar no quarto 502 por ultimo, primeiro quero fazer uma investigação geral.”<

11:30 pm “Eu posso garantir, esse é um dos piores lugares que já visitei. A energia das pessoas que morreram aqui é muito, muito ruim. Alguma coisa ou melhor dizendo, entidade, conecta um espírito aos outros, é como se uma não poderia existir sem a outra. Eu continuo tentando encontrar informações mas sempre que chega a hora de responder algo acontece. A cada passo que eu dou, sinto a energia negativa aumentando, esta ficando mais difícil de seguir adiante, vou diretamente para o quarto 502 onde dizem que varias pessoas se mataram nesse quarto pulando da janela ou se enforcando.

2:42 am “Estou no quarto 502 e finalmente descobri o que prende os espíritos aqui. Uma mulher que trabalhou como enfermeira aqui durante alguns anos quando tratavam a tuberculose se conectou comigo, ela me levou a um sala onde supostamente era um centro cirúrgico. Ela me mostrou uma cena chocante. Enquanto os pacientes estavam abertos na mesa de cirurgia um dos médicos preparava um ritual de magia negra, disse que ele era muito poderoso e gostava de escravizar espíritos para seu próprio divertimento. O ritual deveria ser preparado com o paciente ainda vivo, depois do ritual feito o médico colocava um pequeno embrulho com talismãs dentro do corpo e estava feito, o espírito do futuro falecido estaria aprisionado ao prédio e submisso aos mandos dele. Essa enfermeira era sua ajudante que se arrependeu de ter ajudado em tais rituais e saltou da janela desse quarto, para a sua má sorte a queda não a matou instantaneamente e o medico diabólico a levou para seu centro cirúrgico para “salvar sua vida”, porém executou o ritual imediatamente atando seu espírito como fez com os demais. Ela sofre muito por não poder se salvar ou salvar os demais. Quando o hospital fechou o médico executou o ritual para si próprio e se jogou dessa janela, tomando o controle de seus escravos.

4:05 am Billie:“Desde que soube dos rituais eu comecei a meditar e orar pelos espíritos, eu tentei conectar-me ao espírito do médico que pelo que a enfermeira me disse, comanda o lugar mas não tive sucesso. A energia negativa aumenta a cada minuto posso sentir algo muito ruim aqui e...”

Voz masculina desconhecida: “Estava me procurando? Bem, aqui estou, estou feliz por você e seus amigos se juntarem a nós. Eu vim cuidar de você pessoalmente, sinta-se lisonjeado, e enquanto a seus amigos tenho outros cuidando deles.”

“Existe um caminho muito melhor do que o que você esta seguindo, deixe essas pessoas em paz, se arrependa do que você fez e você poderá ser salvo.”

Voz masculina desconhecida: “E você acha que eu quero? Você é um estúpido, se acha muito forte e experiente e não passa de uma criança brincando com as coisas que você não entende, mas não se preocupe, eu vou te ensinar melhor.”

Billie: “Não tem nada que você tem pra ensinar que eu quero aprender.”

Voz masculina desconhecida: “Olhe nos meus olhos, como são profundos e tristes, tenho acumulado neles a tristeza de todos que eu matei e aprisionei. Você esta sentindo toda essa tristeza não esta?”

“Não, não, por favor não.” (Billie estava chorando, escuta-se o barulho do gravador caindo no chão, algumas coisas se arrastando, alguns ruídos que não se pode definir bem e depois disso o silencio).

O Reencontro

Tom abriu a porta de saída e encontrou Scott encostado em um dos carros, ele sorriu para o amigo momentaneamente até ver a marca de sangue na camisa.

“O que aconteceu com você?” – Perguntou Tom.

Scott contou tudo a Tom, e os quatro conversaram sobre suas experiências de terror naquele pequeno pedaço de inferno.

“São quase sete horas e nada do Billie, vamos atrás deles.” – disse Tom.

“Vamos, Spencer você fica aqui cuidando do David, Scott eu sei que você esta ferido, mas precisamos de você lá dentro.” – explicou Charlie.

“Sem dúvida nenhuma, nós precisamos reunir nossas forças para sair com vida.” – completou Tom já andando em direção à entrada.

Os três entraram no prédio e subiram as escadas até o quinto andar. Tom ia liderando o caminho.

“Algo não esta bem, o Billie esta aqui em algum lugar, posso sentir sua presença, mas uma energia negativa envolve meus sentidos fazendo impossível definir a energia que Billie me manda.”

“Vamos até o quarto 502, se algo aconteceu aqui, provavelmente foi lá.” – respondeu Scott.

Minutos depois os três chegaram ao quarto, Scott foi o primeiro a entrar, Charlie e Tom correram ao escutar o grito de terror que Scott deu. Ao chegarem à porta entenderam porque seu amigo gritou. Billie estava morto, se matou enforcado. Ele se pendurou com trapos velhos que havia no lugar. Os três choraram pela perda do amigo e parceiro de aventuras espirituais.

“Eu sei que ele nunca iria fazer isso em sã consciência. Alguma coisa o fez matar.” – disse Charlie andando em volta do quarto.

“Essa coisa teria que ser muito forte, pois o Billie era um médium muito poderoso, porém eu não duvido. Eu presenciei coisas aqui que eu nunca vi em outro lugar.” – completou Scott pegando o gravador de Billie do chão.

“E vocês têm razão, agora não temos tempo para muitas explicações, vocês precisam nos ajudar a sair do prédio, ou serei prisioneiro desse lugar para sempre e talvez vocês também.”

Os três se assustaram ao ver o espírito de Billie e de uma enfermeira que até então eles não conheciam. De alguma forma eles se sentiram em perigo, pois sabiam que se ali existia uma entidade capaz de aprisionar espíritos, ela deveria ser muito forte e eles estavam cansados, com fome e mentalmente despreparados para qualquer outro tipo de aventura. Tom olhou pela janela, o sol estava nascendo, a luz que tocava seu rosto o fez lembrar que nada era impossível com fé e perseverança, e isso o animou.

“Olhem pela janela senhores, a luz esta conosco, lembrem-se que por mais forte que essa coisa seja sempre existirá algo mais forte do lado do bem. Tenho certeza que espíritos de luz iram nos ajudar a sair daqui.” – disse Tom emocionado.

De repente tudo ficou escuro, todos olharam pela janela e viram-se cercados, milhares de sombras rodeavam o prédio por fora como um tornado em fúria. Gritos de horror altos como o som de um trovão tomaram conta do lugar.

Todos saíram do quarto e começaram a andar em direção as escadas, os espíritos da enfermeira e de Billie os seguiam. Scott viu pela energia dos dois eles sentiam medo e imaginou o tipo de força maligna operava naquele lugar. Ainda estavam no corredor dos quartos quando escutaram uma voz que soava como um estrondo.

“Vocês nunca sairão com vida daqui com vida.”

O médico louco estava em frente ao grupo, impedindo-lhes a passagem, Tom deu um passo à frente e começou uma oração.

“Tom eu sei que você é forte e experiente, mas você não pode o enfrentar sozinho”. – sussurrou o espírito de Billie.

“Talvez não, mas nós juntos tenho certeza que sim, junte-se a mim.” – respondeu Tom.

“Você tem certeza? Seu corpo pode enfraquecer.” – perguntou Billie.

“Rápido antes que seja tarde demais.” – disse Tom.

Tom respirou fundo, o espírito de Billie entrou em seu corpo. Os demais puderam ver uma luz emanando da fusão dos dois. Tom foi andando em direção ao médico que estava sorrindo, pois estava se divertindo com a situação, ele fixou os olhos em Tom e começou a balbuciar alguma coisa. Por um instante Tom o encarou, parecia que estava sendo hipnotizado pelo homem.

“Poupe suas mentiras, seu ódio e sua maldade, pois hoje não mais fará o mal. Volte para inferno, onde espíritos baixos como o seu estão.” – disse Tom ao médico.

A expressão do médico já não era a mesma, estava furioso se esforçava para tomar conta do corpo de Tom. Ele continuava a pronunciar seu encanto, mas notou que não teria sucesso. Tom levantou suas mãos que irradiavam luz e o médico começou a gritar. Aos poucos o grupo notou que médico foi perdendo suas forças e começou a desaparecer.

“Vocês nunca vão me tirar desse lugar e nunca vão sair, talvez eu tenha perdido minha força temporariamente, mas meus milhares de escravos vão te matar.” – gritou o médico desaparecendo.
 
Status
Não esta aberto para novas mensagens.